Confira 10 dicas imperdíveis de cuidados com a pele negra

0
219

Manter o cuidado da pele negra nem sempre é uma tarefa fácil. Isso ocorre por causa das duvidas sobre esse assunto. Por isso, conversamos com Camila Rosa, dermatologista especialista em pele escura, para descobrir a melhor forma de cuidar desse público.

A pele negra

A pele negra é a pele com maior teor de melanina e mais glândulas sudoríparas. Esta condição aumenta a oleosidade e leva ao desenvolvimento de acne. Vale ressaltar que a pele tem tonalidades diferentes, por isso você deve buscar cuidados especiais para sua pele com um dermatologista.

Características da pele negra

Camila disse que a principal característica da pele escura é que o rosto fica mais oleoso, embora não haja mais glândulas sebáceas na região. Na verdade, outra característica especial é que eles produzem mais melanina e, portanto, têm mais pigmento. Portanto, aumentar o cuidado com a pele negra é muito importante.

Problemas enfrentados pela pele negra

Além da pele pigmentada e oleosa, esse tipo de pele é ainda mais sujeito a manchas. Portanto, é vital ter um programa específico de cuidados com a pele que pode deixar a pele mais bonita. Quer saber? Confira o próximo tópico para algumas dicas de cuidados com a pele negra.

Como cuidar da pele negra

A pele com alto teor de melanina requer atenção especial. Portanto, listamos aqui algumas dicas básicas para quem quer começar a cuidar da pele escura. Não há dúvida de que você gostará dessas dicas.

Utilize filtro solar com toque seco

Se você é uma daquelas pessoas que acredita que a proteção solar não é necessária devido aos tons mais escuros, esqueça-a imediatamente. O protetor solar é essencial para todos os tipos de pele, incluindo aquelas com mais melanina. O que é indicado é um fator de 30, mantenha-o seco para manter o brilho e manter um toque macio.

Tenha uma rotina de Skincare

Manter a rotina diária de cuidados com a pele escura ajuda a manter a uniformidade da pele e a torná-la mais bonita. Além disso, reduzindo a chance de manchas, é claro que sua pele ficará mais firme. Porém, o ideal é que você vá ao dermatologista para que ela lhe mostre o produto correto.

Esfolie a pele três vezes por semana

Outra técnica importante para o cuidado da pele negra é esfoliar regularmente. Ajuda a remover a camada superior da pele, reduz as impurezas e remove as células mortas que causam acne e cravos. Sua pele ficará menos oleosa e reduzirá a chance de foliculite e manchas.

Experimente o sabonete em gel

Se você tem pele oleosa, é recomendável usar sabonete em gel em vez de sabonete durante os cuidados com a pele. A abordagem ideal é lavar o rosto duas vezes ao dia (ou seja, de manhã e à noite).

Utilize boas maquiagens

Hoje em dia, uma série de marcas de cosméticos investe muito em cores para se adequar aos diversos tons de pele. Portanto, é importante testar, encontrar referências e escolher os produtos de qualidade a utilizar.

pele negra

Use a Vitamina C

Além do protetor solar com toque seco, outro produto altamente recomendado para o cuidado da pele escura é a vitamina C. Ajuda a prevenir manchas e a tratar outros procedimentos cosméticos realizados pelo paciente

Evite os tratamentos estéticos no verão

Tente evitar iniciar tratamentos cosméticos à base de ácidos nesta época do ano(verão). Aliás, evite também usar procedimentos a laser, luz pulsada e peelings. Não há dúvida de que a melhor época é no inverno.

Invista em produtos para seu tipo de pele

A sua pele é mais oleosa, seca ou mista? Embora a maior parte da pele escura seja oleosa, cada mulher tem características diferentes. Portanto, é muito importante compreender a sensação de manter o cuidado com a pele escura.

Cuide das manchas e melasmas

O aparecimento de manchas é comum em pessoas com melanina rica. Portanto, é importante avaliar as causas dessas manchas e melasma com a ajuda de profissionais.

Visite uma dermatologista especializada em pele negra

Finalmente, peça a um dermatologista profissional para fazer o acompanhamento. Só ela pode apontar os melhores procedimentos e tratamentos para a correta promoção dos cuidados com a pele escura.

confira: Tônico de chá verde. Aprenda a fazer e veja seus benefícios

Veja 5 dúvidas sobre a pele negra respondidas pela dermatologista

Muitas são as dúvidas sobre o tratamento ideal para esse tipo de pele. Portanto, perguntamos a Camila sobre os principais problemas no cuidado da pele negra.

1. Qual o ácido mais indicado para tratamentos?

Normalmente podemos usar quase todos os tipos de ácido na pele escura, que variam de acordo com as alterações a serem tratadas. O que devemos ter muito cuidado é a concentração, e geralmente precisamos diminuir a concentração, pois quanto maior o dano causado pelo ácido, maior o risco de manchar.

2. O sol pode aumentar as manchas no rosto/corpo?

O sol emite radiação ultravioleta, que é a causa do bronzeamento da pele. Quando o sol está muito forte, ou quando as pessoas ficam expostas ao sol todos os dias sem protetor solar, a produção de melanina aumenta.

3. Em relação ao protetor solar, qual o melhor fator de proteção?

O fator de proteção para pele escura é de 13,4, mas não é suficiente. Um filtro solar com fator de proteção de pelo menos 30 deve ser complementado todas as manhãs e reaplicado ao longo do dia.

4. Quais os melhores tratamentos para oleosidade?

A oleosidade tem que ser tratada de maneira combinada, com produtos específicos para tratar e controlar a oleosidade. Isso inclui sabonetes, hidratantes, ácidos e protetores com essa proposta, podendo ou não associar outros produtos.

veja também: creme caseiro para depilação

5. Depilação a laser é indicado ou pode causar manchas

Principalmente no caso da foliculite, recomenda-se o uso da depilação a laser como método de tratamento, mas o laser deve ser adequado para uso em pele escura, e a operação deve ser realizada por profissional habilitado. Sempre existe o risco de queimaduras e sujeira, mas os profissionais podem minimizá-los.

Sempre procure um profissional,usar produtos não adequados para o seu tipo de pele pode causar danos irreversíveis em alguns casos.