Colágeno em pó: benefícios e como usar?

0
346

Você pode nem saber o que é pó de colágeno, mas deve ter ouvido falar dele. Para aqueles que ainda não estão familiarizados, é importante saber que o colágeno é produzido pelo corpo humano e é a proteína mais alta em animais (incluindo humanos).

Esta proteína pode ser responsável por 25% a 30% do conteúdo de proteína do corpo. Geralmente é encontrado no tecido conjuntivo, como ossos, tendões, cartilagens, veias, pele, dentes, etc.

No entanto, ao longo dos anos, as pessoas acabaram sofrendo com essa falta de substância. Isso ocorre porque com o advento da idade adulta, o corpo reduz naturalmente a produção de colágeno.

Portanto, é necessário suplementar esta proteína com alimentos funcionais ou produtos feitos com esta substância. Um desses tipos é o pó de colágeno, que pode ser comprado em farmácias. Siga os benefícios abaixo e como usá-lo.

Qual é o objetivo do colágeno em pó?

Alguns dos principais benefícios do colágeno em pó são a prevenção e o tratamento de doenças gastrointestinais. Isso ocorre porque a substância é considerada uma fonte de fibra nutricional.

Portanto, o produto pode manter a função normal do trato gastrointestinal, aumentar o volume de fezes e ajudar a prevenir a constipação.

Veja também: 5 Técnicas caseira para retirar cravos do nariz em casa sem acabar com sua pele

Além de proteger a pele do envelhecimento, o pó de colágeno também pode prevenir doenças nas articulações.

Confira abaixo os outros benefícios e conseqüências do pó de colágeno!

Melhora a firmeza da pele

Os suplementos de colágeno têm um efeito eficaz na melhora da elasticidade e firmeza da derme. De acordo com uma pesquisa brasileira realizada pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP de Ribeirão Preto (FCRP), o produto funciona reduzindo a queda.

A professora e pesquisadora da FCRP Patrícia Maia Campos explicou que os aminoácidos presentes nos ingredientes deste produto estimulam a síntese protéica no organismo.

O estudo foi realizado em 60 mulheres entre 45 e 60 anos, durante 90 dias. Cada participante usou 10 gramas de hidrolisado por dia. Mas nos primeiros 45 dias, a equipe de pesquisa realizou alguns testes, como o ultrassom dérmico. Como resultado, você encontrará a pele mais firme e hidratada.

Protege as articulações

Outro papel importante do pó de colágeno é proteger as articulações humanas. Isso ocorre porque a fibrina atua como um lubrificante para a cartilagem articular, reduzindo assim os problemas nas articulações.

Por exemplo, além de ser usada como alimento, a gelatina com colágeno também é usada como remédio popular para melhorar a circulação sanguínea e doenças que afetam as articulações. Portanto, o produto é muito eficaz no tratamento de doenças ósseas e articulares.

Combinado com os benefícios comuns acima, o pó de colágeno também pode ser usado para tratar e prevenir a osteoporose e a osteoartrite. Estudos clínicos demonstraram que o uso diário de 10 gramas deste produto é suficiente para aliviar a dor nas articulações que é muito comum nesses problemas.

Esse benefício despertou o interesse dos pesquisadores, pois além de reduzir a dor, o colágeno hidrolisado não teve efeitos colaterais nos pacientes. Portanto, ele pode ser usado para o tratamento dessas doenças crônicas por um longo tempo.

Outro estudo realizado pelo Departamento de Saúde Pública, Epidemiologia e Saúde Econômica da Escola Pública de Liege, na Bélgica, mostrou que a dor do paciente foi significativamente reduzida.

Os problemas envolvidos neste caso incluem problemas articulares das extremidades superiores, inferiores e inferiores. Foram observados 200 pacientes, incluindo homens e mulheres com mais de 50 anos de idade.

Todos eles têm doenças crônicas nas articulações e, como tratamento, continuam a tomar 1.200 mg de cápsulas de colágeno diariamente. Seis meses depois, os pesquisadores observaram uma melhora de 51% nos casos.

Previne o envelhecimento

Um dos benefícios mais conhecidos do colágeno é que ele evita a abrasão da pele. É por isso que esta proteína é usada pela indústria cosmética para fabricar produtos antienvelhecimento.

De fato, a falta natural de colágeno é considerada uma das principais razões para o envelhecimento. Portanto, para restaurar a elasticidade da pele e reduzir os sinais do processo, é importante suplementar a substância.

Outro estudo (também brasileiro) decidiu provar a precisão desse benefício observando 30 pacientes. Os resultados da pesquisa mostram que o uso diário de suplementos nutricionais contendo colágeno, hibisco e vitamina C acabará por beneficiar a pele.

Os benefícios desse uso são: maior elasticidade, hidratação da pele, mais firmes, menos flacidez e ajudam a evitar atrofia da pele.

Auxilia no tratamento contra hipertensão

Quem pensaria que os produtos usados ​​na indústria de cosméticos poderiam proteger a saúde do coração? Isso ocorre porque o colágeno hidrolisado derivado de bovinos e porcos tem um efeito de redução da pressão arterial.

Depois de estudar ratos hipertensos, fica claro que a proteína tem potenciais efeitos terapêuticos e preventivos na hipertensão.

Protege o corpo contra úlcera gástrica

Estudos demonstraram que, dependendo da dosagem, o tratamento com colágeno pode reduzir o efeito das úlceras gástricas no corpo em 40% a 77%.

Colágeno em pó: como usar?

O pó de colágeno é um produto facilmente encontrado nas farmácias brasileiras. Pode ser usado como uma mistura de água ou outras bebidas naturais (como suco de frutas cítricas). Portanto, a proteína acabará por ser melhor absorvida pelo organismo.

Colágeno em uma colher e água

Para usar o colágeno em pó, basta diluir 10 g do produto em um copo de água

Além do tipo em pó, o colágeno também pode ser encontrado na fórmula de alguns alimentos como barras de cereais, iogurtes, sorvetes, shakes proteicos e até mesmo chocolates.  No entanto, a forma mais indicada de consumo continua sendo a versão em pó.

Tipos dessa proteína

Existem pelo menos 18 tipos dessa proteína (nomeados com números romanos), que variam de acordo com diâmetro, composição, comprimento, estrutura molecular, concentração e localização da descoberta. Examine os animais e suas principais características encontradas nos músculos esqueléticos dos animais:

  • I: presente na pele, ossos, dentes e tendões. É o mais abundante no organismo
  • II: encontrado nas cartilagens, servindo como uma “mola” para o corpo
  • III: pode ser observado nas artérias, nos músculos dos intestinos e do útero, e em órgãos como fígado, baço e rins
  • IV: é produzido pelas células epiteliais, musculares e capilares sanguíneos
  • V: está associado ao tipo I, por isso pode ser encontrado nos tendões, pele e ossos. Além de estar presente no sangue e na placenta
  • XII: também interage com o I, sendo encontrado nos tendões e ligamentos.

Fontes

Como mencionado acima, o colágeno é produzido pelo corpo humano. No entanto, com o passar do tempo, essa produção está diminuindo. Portanto, algumas pessoas e especialistas começaram a usar colágeno extraído de animais. Portanto, é considerado um produto de origem animal.

Perguntas frequentes

1) Qual a quantidade de colágeno em pó por dia?

Diante das pesquisas, especialistas recomendam que a dose diária de colágeno em pó seja de 10 gramas.

2) Qual o melhor horário para tomar colágeno em pó?

Não existe um horário específico para tomar o colágeno, seguindo a preferência do consumidor. Mas de uma maneira geral, as pessoas preferem consumir na parte da manhã, muitas vezes antes do café.

3) Quanto tempo ele demora para fazer efeito?

Segundo estudo, a partir dos 30 dias de uso já é possível perceber as diferenças no aspecto da pele.

4) Quanto custa esse produto?

O preço do colágeno em pó vai depender da quantidade e da marca. Apesar disso, os valores variam entre R$ 15 e R$ 140.

Veja também: Remédios caseiros para azia e queimação

Existe contraindicação para o colágeno em pó?

As contra-indicações do pó de colágeno se aplicam a pacientes com doença renal. Isso ocorre porque o colágeno é uma proteína e esse grupo de pessoas precisa limitar o conteúdo de proteínas para reduzir o risco de insuficiência renal.

No entanto, se você tiver uma doença crônica ou usar medicamentos regulamentados, a opção ideal é consultar um médico antes de usar este produto.

Referências

(1) GONÇALVES, Gleidiana Rodrigues; et al. “Benefícios da ingestão de colágeno para o organismo humano“. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/939b/1538fc3f18e1c9fb659a23590afedddda8fe.pdf. Acesso em 26 de junho de 2019.

(2) SILVA, Tatiane Ferreira da; PENNA, Ana Lúcia Barreto. “Colágeno: Características químicas e propriedades funcionais“. Artigo Original, Revista Instituto Adolfo Lutz. 2012. Disponível em: http://periodicos.ses.sp.bvs.br/pdf/rial/v71n3/v71n3a14.pdf. Acesso em 26 de junho de 2019.

(3) BERNARDES, Júlio. “Suplemento de hidrolisado de colágeno melhora firmeza e elasticidade da pele, mostra pesquisa“. Jornal da USP – Universidade de São Paulo. Disponível em: https://jornal.usp.br/?p=29669. Acesso em 26 de junho de 2019.

(4) “Colágeno“. Aditivos & Ingredientes. Disponível em: http://aditivosingredientes.com.br/upload_arquivos/201606/2016060416784001466433984.pdf. Acesso em 26 de junho de 2019.

(5) ADDOR, Flávia Alvim Santa’Anna. “Influência de um suplemento nutricional com peptídeos de colágeno nas propriedades da derme“. Artigo Original, Sociedade Brasileira de Dermatologia, 2015. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/2655/265541072003.pdf. Acesso em 26 de junho de 2019.

(6) MIRA, Ana Rita; et al. “Manual de Nutrição e Doença Renal“. Associação Portuguesa dos Nutricionistas. Disponível em: https://www.apn.org.pt/documentos/manuais/Manual_doenca_renal.pdf. Acesso em 26 de junho de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui