Confira 3 remédios caseiros para tosse na gravidez

0
10

Os remédios caseiros para expectoração grávida devem conter apenas substâncias consideradas seguras para a gravidez, como mel, gengibre, limão ou beterraba, pois podem acalmar a garganta e ajudar a tornar o escarro mais fluido, promover sua eliminação e aliviar a tosse.

Os supressores de tosse medicamentosos devem ser evitados sempre que possível durante a gravidez, porém, se necessário, devem sempre ser orientados por um obstetra, pois a maioria dos medicamentos não são seguros por falta de evidências científicas ou atravessam a placenta, podendo afetar o bebê.

Além desses remédios caseiros, as grávidas também devem beber muita água e evitar lugares frios, muito poluídos ou empoeirados, pois esses fatores tendem a agravar a tosse.

1. Chá de limão e gengibre

O chá de limão e gengibre é uma boa escolha caseira para aliviar a tosse durante a gravidez, porque os compostos fenólicos do gengibre, como o gingerol, chogaol e zingerona, têm propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, ajudam a eliminar o catarro e ajudam a combater a tosse.

Além disso, a vitamina C do limão ajuda a fortalecer o sistema imunológico e a melhorar as defesas do corpo, ajudando a combater infecções.

Ingredientes

  • 1 g de gengibre;
  • 1 limão com casca;
  • 1/2 copo de água.

Modo de preparo

Corte o limão em cubos e fatie o gengibre, coloque todos os ingredientes em uma panela e ferva. Após ferver, feche a tampa até que esfrie, coe e beba 1 colher de sopa deste chá duas vezes ao dia.

Embora existam algumas controvérsias em torno do uso do gengibre, não há pesquisas que comprovem que ele tenha um efeito negativo na gravidez, e alguns estudos até apontam sua segurança. No entanto, é ideal evitar uma dose de mais de 1 grama de raiz de gengibre por dia por até 4 dias consecutivos.

Este chá não deve ser usado antes  do parto ou em mulheres com histórico de aborto espontâneo, problemas de coagulação ou aumento do risco de sangramento.

2. Xarope de beterraba com mel

O xarope de beterraba com mel pode ser usado para ajudar a tratar tosses, gripes ou resfriados, pois tem propriedades anti-inflamatórias nas vias respiratórias e ajuda a melhorar o sistema imunológico.

Além disso, o mel também ajuda a lubrificar a garganta, reduzir a irritação dos tecidos e aliviar a tosse.

Pessoas alérgicas a mel, própolis ou pólen não devem usar este xarope.

Ingredientes

  • 1 beterraba crua;
  • 2 colheres (de sopa) de mel.

Modo de preparo

Lave e corte a beterraba em rodelas finas e coloque-as em um recipiente de vidro limpo e seco. Adicione o mel e misture. Deixe descansar por 24 horas, e depois colete a parte líquida que se formou, a calda. Recomenda-se tomar 1 colher de sopa de xarope 3 vezes ao dia até que os sintomas desapareçam.

Mulheres grávidas com diabetes gestacional não devem usar xarope de beterraba, porque o xarope de beterraba contém mel, que aumenta o teor de açúcar no sangue e dificulta o controle do açúcar no sangue.

veja também: como perder peso ganho na gravidez

3. Xarope de cebola

O xarope de cebola ajuda a aliviar a tosse porque a resina liberada pela cebola tem propriedades expectorantes e antibacterianas, enquanto o mel pode hidratar a garganta e ajudar a deixar o escarro mais líquido, promovendo assim a eliminação do escarro.

Ingredientes

  • 1 cebola grande;
  • Mel.

Modo de preparo

Pique uma cebola grande, cubra com mel e aqueça em uma panela com tampa em fogo baixo por 40 minutos. A seguir, o preparado deve ser conservado em frasco de vidro na geladeira. Você pode tomar de meia a uma colher de chá (chá) a cada 15 ou 30 minutos até que a tosse acalme.

Como o xarope de cebola contém mel, as mulheres grávidas com diabetes gestacional não devem usar o xarope de cebola porque aumenta o teor de açúcar no sangue e torna difícil o controle do açúcar no sangue.

Quando ir ao médico

Se sua tosse não melhorar ou aliviar em cerca de 3 dias, ou se você desenvolver outros sintomas como febre, suor e calafrios, avise seu obstetra, pois podem ser sinais de complicações como infecção e podem exigir antibióticos prescritos por seu médico.

confira: Anemia na gravidez: o que é, quais os sintomas e como tratar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui