Pitomba: Veja como fazer o suco e seus benefícios

0
1290

A pitomba é o fruto da pitombeira (Talisia esculenta), espécie nativa da Amazônia brasileira e bastante apreciada no nordeste do país.

Frutas e lichias são da mesma família e trazem benefícios à saúde do corpo humano. Ajuda a fortalecer a imunidade, prevenir doenças, fortalecer ossos e melhorar a função intestinal.

A pitomba é rica em antioxidantes capazes de evitar doenças crônicas e alergias.

Mais importante, você pode comer Pitomba em sua forma natural e usá-lo em várias receitas, como sucos e molhos. Saiba mais sobre esta fruta abaixo!

6 principais benefícios da pitomba

A fruta Pitombeira é rica em proteínas, carboidratos e complexos de vitamina A, C e B.

Também foi determinado que fibras e minerais da dieta, como cálcio, ferro e zinco, estão presentes na polpa, o que faz da pitomba um alimento muito nutritivo, mas com poucas calorias e consumindo apenas 56 calorias por porção.

1. Tonifica o sistema imune

Por conter muita vitamina C, a pitomba pode ser consumida para ajudar o corpo a prevenir o desenvolvimento de doenças, como gripes e resfriados, porque pode melhorar a imunidade.

Essa vitamina é um antioxidante natural que evita a morte das células que compõem o sistema imunológico e ainda as faz funcionar com mais eficácia.

Por sua vez, a vitamina A aumenta o número de certos tipos de células (chamados linfócitos T), permitindo que funcionem mais rapidamente quando encontram antígenos conhecidos. O zinco e o ferro estimulam a proliferação e aumentam sua concentração no organismo.

2. Combate problemas intestinais

É precisamente porque seus ingredientes contêm fibra, cerca de 2,4 gramas de fibra por 100 gramas, essa fruta é muito útil para quem sofre de problemas intestinais.

Essas fibras são ingredientes indigestos que aumentam a atividade dos intestinos e hidratam as fezes porque absorvem e transportam água para os intestinos. Portanto, uma dieta rica em fibras pode garantir uma melhor saúde intestinal.

3. Fortalece os ossos

O teor de cálcio nos frutos é muito alto, essencial para manter a densidade e a força do sistema esquelético. Cada porção contém cerca de 27 mg de minerais.

4. Protege contra a oxidação celular

Pitomba é rica em antioxidantes, impedindo que álcool, cigarros, remédios e alimentos processados ​​prejudiquem o corpo.

A ingestão dessas substâncias nocivas causará alterações no DNA e aumentará o risco de doenças cardiovasculares crônicas e até de câncer.

5. Acelera a cicatrização

Grandes quantidades de carboidratos, vitaminas e minerais tornam a pele importante para a cicatrização de feridas.

Os carboidratos fornecem energia para as células e glóbulos brancos que formam o tecido da pele, prevenindo infecções e retardando o processo de regeneração.

A vitamina A, os complexos B e C e o ferro e o zinco nos minerais não apenas aumentam a produção dessas células, mas também aumentam a produção de proteínas (como o colágeno) que se ligam a tudo, além de garantir que o corpo tenha a capacidade de A energia de cura e o oxigênio são feridos.

6. Reduz a inflamação

A polpa da casca pode ajudar a reduzir os sintomas de problemas inflamatórios, como alergias.

Isso se deve em parte ao efeito antioxidante das frutas, que inibe a liberação de compostos que ativam a inflamação, resultando no processo nem mesmo começando ou terminando mais cedo.

O que é pitomba?

Pitombeira (Pitombeira) pode atingir uma altura de 15 metros e cresce em todo o país, mas é mais comum nas regiões norte e nordeste, onde o consumo de frutas é mais comum.

Como é cultivada apenas no mercado interno, suas vendas estão disponíveis apenas no mercado aberto de janeiro a março, durante o período da colheita.

A fruta, também conhecida como tumba de olho de boi e pele de macaco, é pequena, com um diâmetro máximo de quatro centímetros e cresce em cachos.

Quando madura, a pele é marrom, dura, mas quebradiça. A carne é doce, levemente adstringente, com uma cor branca translúcida, muito fina.

Curiosidade! Pitomba é uma palavra derivada da língua nativa do grupo étnico Tupi, que significa chute ou soco.

confira: 8 benefícios de cravo de índio para a saúde

Como comer e como fazer o suco

Uma das maneiras mais comuns de comer frutas é fresca. Para fazer isso, basta remover a pele ao redor da polpa.

Algumas pessoas acham difícil comer frutas, mas a casca é fácil de remover e o sabor vale a pena.

Outra maneira muito comum de incluir pitomba em sua dieta é preparar suco. Além disso, existem outras bebidas, sobremesas e receitas mais elaboradas.

Veja algumas sugestões para incluir a pitomba na sua alimentação:

Suco de pitomba

Suco de pitomba 

Ingredientes 

  • 1 copo de água gelada filtrada
  • 8 pitombas.

Modo de preparo

Higienize e descasque as pitombas. Leve as frutas ao liquidificador com a água, batendo no modo pulsar para separar a polpa da sementes.

Coe e, se sentir necessidade, adicione açúcar. Uma dica é: após coar, volte o suco ao liquidificador e bata novamente, dessa vez com algumas pedras de gelo para ficar mais refrescante.

Molho de salada de pitomba

Ingredientes 

  • 20 unidades (ou 100 gramas) de pitomba
  • 1 xícara de água filtrada
  • 1 colher (de sopa) de açúcar
  • 1 cravo-da-Índia
  • 1 colher (de sopa) de maionese
  • ½ colher (de café) de sal
  • 1 colher (de sobremesa) de coentro picado.

Modo de preparo

Descasque a pitomba e coloque para cozinhar com a água. Acrescente o açúcar e o cravo e deixe no fogo por 10 minutos. Passado esse tempo, desligue o fogo e deixe esfriar por, pelo menos, uma hora.

Passe toda a mistura numa peneira, esfregando o caroço, para retirar o máximo de polpa possível. O passo seguinte é acrescentar a maionese, o sal e o coentro. Mantenha o molho na geladeira até a hora de servir.

Veja também: 4 chás laxantes para combater a prisão de ventre

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui